Você já ouviu falar do exame admissional? Se você trabalha ou trabalhou como CLT numa empresa, com certeza, você passou por este processo. 

carteira de trabalho exame admissional

Depois do processo seletivo, da esperada notícia de aprovação e depois de separar todos aqueles documentos necessários para a contratação, é hora de fazer o exame admissional. O médico avalia as condições físicas e psicológicas do recém-contratado.

Apesar de ser um processo importantíssimo e previsto em lei, muita gente torce o nariz e não leva a consulta tão a sério.

Processo importantíssimo? Por quê?

O médico está ali para avaliar os trabalhadores a fim de garantir que as condições de trabalho (ou o tipo de serviço) não prejudique a saúde dos colaboradores. 

médico do trabalho e profissionais exame admissional

O exame admissional ajuda a prevenir riscos e o surgimento de doenças decorrentes do novo trabalho, além de impedir que doenças pré-existentes se agravem.

De acordo com o Ministério do Trabalho, qualquer funcionário(a) contratado(a) nos moldes CLT é obrigado(a) a realizar os exames médicos ocupacionais, entre eles: o admissional (ao entrar na empresa), o demissional (ao se desligar), entre outros.

Quem paga o exame admissional? 

A lei diz que todos os procedimentos relacionados ao Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) – exame médico admissional, periódico, retorno ao trabalho, mudança de função e demissional – devem ser do empregador. Ou seja, a empresa deve arcar com estes exames.

porquinho economia para empresas exame admissional

Na teoria, a empresa deve ser a responsável por todo o processo do exame admissional — agendar o horário, determinar a clínica prestadora ou profissional próprio. Eles entregam uma guia com o encaminhamento, o novo colaborador chega na clínica, apresenta o RG e faz o exame.

Na prática, algumas empresas deixam em aberto ou não têm preferência quanto à clínica. Então cabe ao colaborador escolher o local e pagar pelo exame. Neste caso, é importante que você peça o recibo e entregue ao RH para o reembolso integral do valor.  

Quais as vantagens para a empresa?

Além de pensar na qualidade de vida do colaborador, há a garantia do bom funcionamento da empresa. O exame admissional visa evitar possíveis transtornos, uma vez que a empresa e os funcionários podem comprovar suas capacidades antes e depois da passagem pela companhia.

Os médicos do trabalho seguem o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). Um profissional de qualidade pode traçar ações para a empresa, tais como campanhas de vacinação, combate ao tabagismo e à obesidade.

Também é possível fazer a fiscalização do ambiente e das condições de trabalho para a proteção da saúde dos trabalhadores; a promoção de eventos técnicos sobre saúde específicos e o monitoramento dos agravos à saúde dos colaboradores.

Como é o exame admissional?

consulta exame admissional

Trata-se de avaliação clínica, abrangendo anamnese ocupacional (verificação da pressão arterial, temperatura corporal, glicemia, reflexos neurais, nível de consciência, entre outros), exame físico e mental.

Dependendo dos riscos a que o trabalhador será exposto em suas atividades na empresa, exames adicionais como audiometria, acuidade visual, espirometria, laboratoriais, EEG, ECG, psicotécnico e Raio X podem ser requisitados.

Se estiver tudo certo, o profissional ocupacional emite o ASO (Atestado de Saúde Ocupacional) certificando que o funcionário está apto – ou não – para exercer as suas funções profissionais para o cargo indicado.

Outros exames

Existem exames adicionais que, também, podem ser realizados periodicamente para avaliar a saúde ocupacional do(a) trabalhador(a), tais como

Exame periódico

exame periódico avalia a exposição do(a) funcionário(a) aos riscos da atividade exercida, verificando os impactos da exposição à saúde dos funcionários. 

tipos de riscos ocupacionais exame admissional

As empresas de risco ocupacional 1 e 2, como escritórios, escolas e comércios em geral, os funcionários entre 18 e 45 anos de idade devem realizar o exame periódico a cada 2 anos. Menores de 18 e maiores de 45 anos devem fazer o exame anualmente.

Exame de retorno

Este exame é para situações nas quais o colaborador permaneça afastado do serviço por período igual ou superior a 30 dias, por motivo de doença ou acidente, de natureza ocupacional ou não, ou retorno ao trabalho após o parto.

Este exame deve ser realizado no primeiro dia de volta ao trabalho. A intenção é saber se está tudo bem com o funcionário, se houve a recuperação plena e se ele está em condição de reassumir o posto de trabalho.

Maternidade em Portugal: do pré-natal ao pós-parto ...

Exame de migração de função

O exame de Migração ou Mudança de Função é realizado em funcionários que estão sendo transferidos de função ou setor, dentro da mesma empresa, que passarão a ficar expostos a riscos ocupacionais diferentes do cargo anterior. 

Os funcionários que forem alocados em funções diferentes, por terem recebido uma promoção, por exemplo, mas que estiverem expostos aos mesmos riscos ocupacionais anteriores, não passarão por este exame.

Exame demissional

Este exame comprova as condições de saúde do funcionário com o término do contrato. Esta medida é importante pois mostra se o funcionário está apto (ou não) para sair da empresa. É uma maneira de garantir a segurança do desligamento, tanto para a companhia quanto para a pessoa. 

Caso a pessoa seja diagnosticada com alguma doença relacionada ao trabalho, a empresa não pode dispensá-la até que se recupere. Neste caso, o trabalhador terá direito à reintegração ao emprego, além da rescisão contratual não poder ser homologada. 

Agilizando o processo

O exame admissional (e todos os outros) é só uma etapa no processo de admissão dos novos colaboradores. Sabemos que, na maioria das empresas, este processo não é nada prático; são pilhas e mais pilhas de papéis, um entra e sai danado de candidatos… Uma loucura!

Tudo isso toma tempo – seu e dos candidatos. Que tal dar o próximo passo rumo à desburocratização do RH e, de quebra, agregar valor à experiência do colaborador desde o primeiro momento? 

Basta aderir à admissão digital

Muito simples e funcional, o RH faz todo o processo estratégico  dentro de um mesmo sistema. Oprofissional selecionado para a vaga preenche um formulário online com a lista de documentos necessários que podem ser anexados e enviados pelo notebook ou smartphone.

Admissão digital: o que é, vantagens e como fazer

Assim que o novo colaborador receber o ASO (Atestado de Saúde Ocupacional), é possível digitalizar o documento e anexar à plataforma na mesma hora. Bem ali, da clínica! 

Aproveite e confira: Admissão Digital: 5 principais benefícios desta solução

Legal, né? Se quiser saber mais, fizemos um vídeo explicando melhor a admissão digital

Agora, se você já quiser ver uma demonstração prática da ferramenta 100% Grátis, basta fazer contato por aqui.

Post by SimbioX
Julho 27, 2020

Comments