fbpx
O que é entrevista de desligamento e como realizar corretamente?

RH

O que é entrevista de desligamento e como realizar corretamente?

SimbioX
Escrito por SimbioX em 29 de dezembro de 2020
Conteúdo novo toda semana

Entre para nossa lista e receba o melhor conteúdo do blog

Entrevista de desligamento significa demitir um colaborador que está há muito ou pouco tempo com você – e isso é um dos momentos mais delicados de uma empresa.

Quando se trata de desempenho, por exemplo, o critério para desligamento costuma ser baseado na avaliação de desempenho.

Seja nesse ou em outros casos, a entrevista de desligamento pode ser uma boa hora para empresa rever alguns processos –  já que o profissional desligado ficará mais tranquilo em relatar sua experiência até o momento.

Essa entrevista pode ocorrer tanto em um processo de desligamento quanto quando num pedido de demissão do próprio colaborador.

Em ambos os casos essa experiência não precisa ser negativa, ou seja, há maneiras de torná-la menos traumática.

A visão de um ex-funcionário sobre um departamento pode ser bem interessante, pois ele conhece as dificuldades do setor e dependendo do tempo que conviveu, já tem até as soluções para os entraves que foi encontrando.

Portanto, trata-se de uma informação valiosa, principalmente para corrigir problemas existentes e melhorar a satisfação dos colaboradores que ainda permanecem.

A entrevista de desligamento também é uma oportunidade de amparar o colaborador diante do momento que está vivendo. Mesmo ele estando partindo, é importante que mantenha uma imagem positiva da empresa para o profissional.

Além do amparo, é interessante oferecer a possibilidade uma carta de recomendação para o ex-colaborador (exceto em casos que a demissão for por justa causa).

É importante realizar um exame demissional na saída de um colaborador?

Da mesma forma que um exame admissional serve para empresa atestar que o profissional contratado está com a saúde em dia, faz sentido também avaliar qual o estado geral de saúde do profissional demitido.  

Essas dúvidas surgem, pois ao encerrar um contrato de trabalho, finaliza também o vínculo entre as partes.

Entretanto, é essencial realizar também o exame demissional para atestar a saúde física e mental do seu funcionário no desligamento.

Porque se o médico levantar a hipótese de que o profissional desligado esteja com alguma doença ocupacional, relacionada ao seu trabalho, a empresa lidará com as consequências. Portanto, o exame demissional serve também para proteção de futuras ações trabalhistas contra a empresa.

Com o atestado do médico ocupacional, o empregador se resguardará de qualquer ação negativa do funcionário com seus antigos empregadores.

A importância da entrevista de desligamento para ambos os lados

entrevista de desligamento figura 2

Em um momento de desligamento de um funcionário, seja por um pedido de demissão voluntária ou não, normalmente a entrevista de desligamento é esquecida. Isso porque os envolvidos querem resolver a situação mais rápido possível.

Esse é um grande erro, pois estão desperdiçando informações valiosas para a empresa, já que alguns pontos podem ser revistos nessa avaliação do funcionamento da empresa.

E por que é tão importante essa entrevista? Veja 5 razões:

#1 Traz os pontos a serem melhorados

O espaço aberto na entrevista de desligamento é para o ex-funcionário fazer críticas e apresentar sugestões que julguem melhorar o ambiente corporativo. Essas contribuições podem ser muito ricas.

Em nosso dia a dia nem sempre conseguimos ter a percepção de tudo o que ocorre na jornada de trabalho. Somente quem convive com um determinado grupo consegue trazer uma visão sobre aquele contexto.

#2 Imagem da empresa

Um dos motivos da entrevista de desligamento é também acolher o ex-colaborador e amenizar essa tensão que se criou entre ele e a empresa.

A imagem que o ex-funcionário carrega da sua antiga empresa repercute em várias pessoas do seu círculo de amizade e a informação se espalha rapidamente. A entrevista de desligamento serve para deixar uma marca positiva na vida daquela pessoa e que seja uma ocorrência pacífica.

3. Feedback duplo

O feedback para ambos os lados passa a ser mais verdadeiro também, já que não há mais entraves nessa relação. Enquanto a pessoa trabalha no local, as vezes é desconfortável fazer críticas ou nem sempre são ouvidas.

Isso vale da organização para o colaborador, onde ele recebe um retorno sobre o seu trabalho, quais seus pontos positivos mais marcantes e agradecê-lo pelo tempo que se dedicou a companhia.

4. Causa uma boa impressão

Acolher o funcionário desligado mostra que houve consideração com seu ex-colaborador e impacta positivamente na imagem da empresa perante os que ficaram.

A reputação da empresa fica saudável e a empresa passa a ser reconhecida de forma positiva no mercado. Apoiar um funcionário em seu desligamento é também responsabilidade social além de ser uma boa prática de Employer Branding.

E quem permanece, fica menos preocupado, já que observa que as decisões dos gestores são bem avaliadas e quem for demitido terá oportunidade de conversar com alguém apropriado.

Toda essa entrevista acaba impactando em outros fatores da empresa, como redução do turnover, melhora na atração de futuros candidatos e resolução de todos os aspectos legais antes da saída dele.

Uma forma de aproveitar também essas ocasiões é criar um banco de dados com todas entrevistas de desligamento, fazendo análises de tendências com o passar do tempo e após a implementação de novas práticas, para avaliar se estão funcionando.

Como realizar uma entrevista de desligamento?

É importante escolher o momento ideal para entrevista. Como sabemos que é um processo delicado que pode abalar o emocional da pessoa, o ideal é não fazer no mesmo dia.

Aguardar um momento de mais calma e estabilidade é o melhor – em um dia diferente do dia da comunicação da notícia.

Planeje a entrevista de desligamento

Nesse planejamento, é importante lembrar que a maior parte do tempo deve ser dedicado ao ex-funcionário. Entre os temas, pode-se abordar: imagem da empresa, visão do clima da empresa, relação entre colegas e gestores, comunicação interna, feedback sobre o RH.

Exemplos de perguntas que podem ser realizadas:

  • Que informações você gostaria de ter obtido antes de ingressar na empresa?
  • Quais foram os momentos positivos e negativos de suas atividades durante sua jornada?
  • Como você se sentia no desenvolvimento da sua atividade?
  • Como avalia a comunicação interna?
  • Como você avalia o relacionamento com seus ex-colegas de trabalho?
  • Você se sentia alinhado com a cultura da empresa?
  • Qual dica você daria ao seu departamento e à empresa como um todo, agora com uma visão imparcial?
  • Você recomendaria a empresa para futuros candidatos?

O ponto principal dessa ocasião é oferecer um ambiente confortável onde o entrevistado se sinta  à vontade para responder às perguntas.

O processo de desligamento faz parte da organização, e a entrevista de desligamento deve ser vista como uma estratégia para melhorar os processos e as rotinas da empresa, tornando-a mais valiosa e competitiva no mercado.

Ofereça uma boa escuta

É muito importante ser um bom ouvinte nessa situação se atentar às informações que são apresentadas, pois algumas podem estar influenciadas pelo emocional da pessoa.

É necessário escutar, mas também filtrar as informações que serão levantadas para aproveitá-las adequadamente.

E quando é o funcionário que pede demissão, como funciona?

Se a demissão foi solicitada pelo colaborador, a entrevista de desligamento também é essencial para identificar os possíveis motivos que o levaram a querer sair da empresa. 

Exemplos de perguntas a serem feitas a quem pediu o desligamento:

  • O que o motivou a pedir demissão
  • Você acha que a empresa valorizou a sua função?
  • Você teve oportunidades de desenvolvimento profissional?
  • O que você acredita que o atrapalhou em seu desenvolvimento?
  • Suas atividades eram condizentes com seu cargo?
  • Como você avalia o clima organizacional?
  • Você tinha uma boa relação com seus ex-colegas e gestores?
  • Como você avalia o canal de comunicação interna?
  • Alguma recomendação a sua antiga área ou ao RH?
  • Que imagem da empresa ficará para você?

Considerar a opinião do ex-colaborador traz benefícios para empresa, como a identificação dos pontos de melhoria, a promoção da cultura do diálogo e o engajamento de seus colaboradores.

Conclusão

Por meio das informações trazidas na entrevista de desligamento, será possível identificar os motivos que fazem os colaboradores pedirem demissão ou não se engajarem com os objetivos da empresa.

Por isso, é importante no questionário trazer questões referentes ao relacionamento com os demais colaboradores, gestores e outros parceiros de trabalho.

Na entrevista é essencial perguntar sobre os assuntos relacionados às práticas do RH, para ter um feedback geral sobre os processos atuais, em pontos como remuneração, comunicação interna, benefícios, plano de carreira, etc.

A percepção do colaborador trará um novo olhar ao ambiente organizacional, que permitirá melhorar a comunicação na empresa, o ambiente onde todos trabalham e relacionamento entre colaboradores e equipes.

Agora, conte para gente: sua empresa realiza avaliações de desempenho ou entrevistas de desligamento?

Todo processo claro de admissão e demissão é muito importante para os resultados da empresa e usar sistemas de tecnologia para automatizar tudo isso reduz muito os custos com RH, além de deixar tudo mais agradável e eficiente.

Por exemplo: como você organiza o prontuário do colaborador, ainda em papel? Imagina se você pudesse organizá-lo totalmente digital, ou seja, pesquisar e encontrar qualquer documento onde e quando precisar?

É para isso que serve um sistema de gestão de documentos como o GED Fast da SimbioX.

Nele você controla digitalmente o prontuário do seu colaborador e pode usar assinatura digital para assinar documentos, isso mesmo sem impressão e custos de envio.

Que tal conhecer agora mesmo o GED Fast SimbioX gratuitamente? Acesse este link e agenda uma demonstração.

E aí,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *