fbpx
O que é capital humano e qual sua influência nos resultados da companhia

RH

O que é capital humano e qual sua influência nos resultados da companhia

SimbioX
Escrito por SimbioX em 23 de janeiro de 2020

Profissionais com habilidades, conhecimento, adquiridos através de educação e experiência são o capital humano de uma companhia.

As empresas ainda podem continuar contribuindo com esse profissional, valorizando suas capacidades e auxiliando a desenvolver suas habilidades, influenciando assim nos resultados.

Entender o que é capital humano faz parte das atividades de todo profissional que trabalha com gestão de pessoas.

A não habilidade do RH em identificar profissionais adequados para uma função pode afetar a empresa como um todo.

O que é capital humano?

Capital humano é todo atributo de personalidade  e  suas habilidades, experiências, valores, cultura, somadas ao conhecimento e competências de uma pessoa. É uma soma de várias características que não podem ser consideradas isoladamente.

As competências são habilidades, educação e atitude se refere às condutas.

Sua formação profissional, cursos, especializações melhoram suas competências e seu valor como funcionário para empresa.

O investimento em novas tecnologias ajuda a aperfeiçoar os processos para identificação dos melhores talentos e desenvolver suas habilidades para exercerem novas atividades.

Esse investimento motiva os funcionários, que ao adquirir mais recursos para realizar um trabalho, se desenvolve como pessoa e profissional, aumentando seu valor como indivíduo e sua produtividade para empresa.

A principal estratégia de uma empresa é atrair e reter seus funcionários, desenvolvendo e aproveitando ao máximo o talento humano, que é cada dia que passa, a principal vantagem competitiva de uma organização.

Diferença entre capital humano e capital intelectual

O capital intelectual é diferente de capital humano, porque abarca questões que vão além do conhecimento dos seus funcionários.

São informações como patentes, registros, informações de clientes, parceiros, redes de contato.

Portanto, o significado de capital humano não se estende a essas questões complementares que, direta ou indiretamente, não se baseiam exclusivamente no perfil do seu profissional.

Ganho da valorização do capital humano para as empresas

Nos anos 80, Theodore W. Shultz, um economista estadunidense, fez uma série de estudos básicos que já mostravam que a performance e o nível de satisfação dos profissionais melhoravam quando as empresas se preocupavam com o bem-estar deles.

Ao invés de focar na cobrança e pressão, a valorização do capital humano é um grande impulsionador de ganhos, para todos os envolvidos.

1. Aumento da produtividade

Quando as empresas focam em valorizar o capital humano, elas conseguem obter ganhos que são intangíveis.

A produtividade do funcionário aumenta, porque ele percebe que a empresa está investindo nele, e os erros minimizam drasticamente, já que a lapidação é constante.

2. Retenção de talentos

Quando os funcionários se sentem cuidados e engajados, eles dificilmente querem sair daquela empresa.

Trabalhar o capital humano e o employer branding reduz o turnover e reduzem os prejuízos que as empresas tem com demissões.

3. Nível de excelência em constante crescimento

Quando o capital humano da sua empresa é desenvolvido, o grau de excelência nas atividades também aumenta, o que consequentemente torna sua empresa referência.

4. Clima organizacional positivo

O trabalho com o capital humano gera um sentimento geral de colaboração e satisfação. Com isso, o ambiente estressante, brigas ou pressão também desaparece e esse movimento, também transparece ao mercado.

Isso serve como ímã para profissionais com a mesma filosofia da empresa e por consequência, também novos clientes.

Como investir no capital humano?

Utilizando os atributos do capital humano – experiência, educação e perícia – as empresas têm qualificado cada vez mais seus colaboradores, uma vez que desenvolvimento profissional influencia em todos os sentidos nos resultados da companhia.

Neste contexto, a comunicação interna tem papel estratégico no negócio, visto que é a responsável por alinhar os valores e objetivos da empresa com os funcionários, contribuindo para um bom clima organizacional, mantendo todos informados e engajados.

Vamos listar algumas ações que colaboram para o desenvolvimento do capital humano:

1. Plano de carreira

É sempre importante ter um plano de carreira para os funcionários. Ao traçar um plano de desenvolvimento, todos ganham.

O funcionário sentirá seu trabalho sendo valorizado e consequentemente, a empresa terá melhores resultados financeiros por meio dessa ação.

Investir em suas habilidades através de feedback e cursos de atualização pode ser o caminho ideal para empresa chegar no seu objetivo.

Promover funcionários que são da empresa, já conhecem o dia a dia, é melhor e demanda menor investimento do o processo de admissão de funcionários do zero.

2. Autonomia de equipe

Desenvolver a autonomia do funcionário é uma atitude que estreita a confiança e ajuda os colaboradores a assumir novas responsabilidades diariamente.

Um colaborador que não sente confiança em tomar uma atitude sozinho pode prejudicar muito os resultados da equipe como um todo.

O capital humano está intimamente ligado ao engajamento e confiança da sua equipe. 

3. Engajamento

O que une os funcionários e os mantem engajado é o sentimento de pertencimento, de se sentir útil.

Lidar com os sentimentos dos colaboradores em um time é um grande desafio.

É importante que exista um bom relacionamento com os gestores e que dessa relação existam sonhos tangíveis como ser valorizado, ser promovido, plano de carreira.

O conjunto de todos esses sentimentos tornam a equipe extremamente engajada em prol do sucesso da empresa.

Isso os faz se sentirem importante, e isso é maior do que qualquer benefício financeiro.

4. Liderança

Um bom líder faz toda diferença em um time. Bons exemplos e atitudes de dono inspiram e incentivam todos membros da equipe a ter a mesma atitude e interesse.

Um superior que se mostra engajado e luta para que sua equipe cresça, conseguem grandes feitos e uma alta produtividade como grupo.

5. Bonificação

Bonificação é uma forma bastante eficaz como reconhecimento.

Investir em recompensas com base em resultados é uma forma de investir no desenvolvimento dos funcionários.

Premiações em bônus é uma forma de mostrar que você confia em seu time e gratificando-os por um bom trabalho.

6. Capitação e treinamentos

Empresas que estão o tempo todo em busca de resultados precisam aumentar a produtividade de seus colaboradores.

Para atingir novos resultados com seus funcionários, é preciso desenvolver novas competências através de treinamentos.

Isso vale para todos os funcionários, novos ou antigos, que podem se adaptar mais facilmente à cultura da empresa e processos.

Qual a influência da tecnologia na gestão do capital humano?

A tecnologia é um grande diferencial para o setor de RH. Utilizar softwares de gestão ajudam continuamente no desenvolvimento do capital humano.

Com uma solução integrada, a empresa consegue medir e elaborar relatórios com dados de desempenho de cada área, de acordo com seus objetivos. E o fluxo de comunicação fica mais dinâmico entre os colaboradores.

Um software de gestão de RH também cruza dados relevantes para uma tomada de decisão assertiva, além de automatizar processos operacionais que tomam muito tempo, deixando mais tempo para atividades estratégicas.

Utilizar um software de gestão integrada pode ser o pontapé inicial para você desenvolver o capital humano na sua empresa.

Sua empresa já utiliza alguma solução para desenvolvimento de capital humano?

E aí,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *