Empresas de sucesso são o resultado de pessoas de sucesso. Portanto, crescer uma empresa é igual a extrair o potencial individual das pessoas.

Ok, mas como fazer isso se o gestor divide seu tempo entre gestão de pessoas e gestão técnica?

Por isso, a função de Business Partner nasceu, ou seja, ela é o responsável por promover a simbiose entre as áreas de negócio e o RH.

Então, para entender como esse profissional ajuda empresas a ter sucesso na gestão de pessoas, veja o que você vai descobrir neste artigo:

Gostou? Então continue acompanhando e preste bem atenção, pois essas dicas são valiosas.

Por que falar sobre business partner agora?

Já dizia, Steve Jobs:

“Não é o dinheiro que importa. São as pessoas que você tem e como você as lidera.”

Ou Ian Hutchinson, quando declarou:

“Seus principais clientes são os seus colaboradores. Olhe primeiro para os seus colegas de trabalho e depois para os seus consumidores.”

A essa altura negar o benefício da gestão de pessoas para o resultado das empresas é impensável.

Pois, no final do dia: pessoas compram de pessoas.

Agora, praticar a gestão de pessoas e gestão técnica ao mesmo tempo, é como equilibrar pratos.

Nota: gestão técnica é a gestão baseada em habilidades técnicas, por exemplo: se espera de um gestor de RH conhecer a CLT para supervisionar atividades da área.

Portanto, basta um vacilo para causar estragos como esses:

  • Desmotivação;
  • Conflitos internos;
  • Desengajamento;
  • Queda de rendimento

Além disso, esses erros prejudicam a experiência do colaborador.

Aliás, isso já é motivo suficiente para causar demissões voluntárias.

Ok, mas como vencer esse desafio?

Em outras palavras: como ajudar seus líderes a vencer os desafios de gestão de pessoas, mesmo sem serem especialistas no assunto?

business partner o que é?

O que é um Business Partners?

O termo business partner foi cunhado pelo escritor Dave Ulrich em seu livro: Human Resource Champions (1980).

Segundo o autor, o RH precisou se adaptar aos desafios do mercado moderno, por exemplo:

Disrupção:

Criação de novos mercados, produtos e mentalidades que exigem repensar a maneira de fazer negócio (pense nas startups).

Foco no consumidor:

Empresas transferindo o foco do produto para o cliente. Exigindo, portanto, conhecimento profundo sobre comportamento do consumidor.

Desenvolvimento de pessoas:

Organizações compreenderam como a cultura organizacional, desenvolvimento de pessoas, inteligência emocional e competências comportamentais influenciam no resultados da empresa.

Tecnologia:

A medida em que a empresa ganha escala, a tecnologia se torna uma aliada para medir resultados da gestão de pessoas.

Criatividade e inovação:

Uso da criatividade, inovação e diversidade para resolver problemas velhos de maneiras novas.

Isso exige criar conexões entre diferentes departamentos da empresa.

Daí, a necessidade de uma pessoa com habilidades em RH servir como elo entre áreas distintas.

Ou seja, o Business Partner (ou consultor interno) é como um clínico geral.

Isto é, ele é capaz de identificar dores na gestão de pessoas, indicar soluções para líderes e promover uma cultura organizacional saudável.

Como um Business Partner te ajuda a ter sucesso na gestão de pessoas (mesmo sem líderes especialistas nisso)?

Business Partner para gestores de empresa é como o seu melhor amigo.

Isto é, ele vai:

  • Apontar quando você estiver errado;
  • Acompanhar e dar conselhos;
  • Sugerir caminhos para você chegar aonde deseja;
  • Ouvir e aprender com você;
  • Influenciar e ser influenciado

Porém, a diferença é que este amigo terá habilidades suficientes para você vencer os desafios de desenvolver times vencedores.

Na prática, o Business Partner vai completar as habilidades do líder, deixando o trabalho de gestão de pessoas leve.

Assim, o gestor terá um apoio contínuo para superar os desafios da gestão (sem ser um especialista nisso).

5 benefícios para você contratar um Business Partner agora mesmo

Business Partner é o oposto de um RH centralizado, ou seja, ao invés das pessoas irem até o RH, o RH vai até elas.

Essa função engrandece o RH, pois revela a importância da área para os resultados da empresa.

E tem mais? Sim!

Então, veja 5 benefícios de ter um Business Partner na sua empresa:

Aumenta a influência dos líderes

“A medida da liderança é a influência”

(John C. Maxell – As 21 irrefutáveis leis da liderança, 1998)

Um consultor interno será capaz de ajudar seus líderes a aumentar a influência com a equipe.

Pois, ao trabalhar com o líder ele agirá como observador ativo – pronto para identificar desvios na gestão.

Completa as habilidades com gestão de pessoas

O Business Partner diminui a distância entre ser um gestor de pessoas e um gestor técnico, atuando como um ponto de apoio de RH próximo aos gestores.

Identifica e produz diagnóstico sobre necessidade de treinamento e desenvolvimento

Ao trabalhar com as equipes, o Business Partner consegue identificar necessidades de treinamento e desenvolvimento baseadas no objetivo do gestor.

Prolonga o bom clima organizacional.

Entre as atividades de um Business Partner está a criação de políticas de benefício, programas de motivação e engajamento.

Essas atividades ajudam a criar um clima organizacional saudável na sua empresa.

Vai te ajudar a contratar melhor

Seu parceiro de negócio trabalhará com o gestor para identificar a pessoa certa para o posto de trabalho.

Pois, sua experiência com a equipe, diagnósticos e conhecimento, ajudam a identificar o perfil ideal de colaborador.


business partner como se tornar um?

Como se tornar um Business Partner?

Como a profissão é nova no Brasil, não existe formação tradicional na área.

Contudo, existem características desejadas para essa função:

  • Generalista: deve conhecer as principais ferramentas de gestão de pessoas, incluindo recrutamento, seleção e desenvolvimento;
  • Visão 360º: como será o elo entre as áreas de negócio e o RH, o profissional precisa conhecer toda operação da empresa – do comercial ao departamento de suporte;
  • Conhecimentos gerais: além de gestão de pessoas, é desejável que esse o Business Partner conheça outras disciplinas como marketing e finanças. Isso vai ajudar na realização de diagnósticos precisos.

Fora isso, existem cursos rápidos em faculdades tradicionais como PUC e Insper.

Agora, você pode encontrar também cursos online (e até grátis) na internet. Veja, por exemplo, essa relação de cursos na Udemy.

O que muda na sua conta bancária após se tornar um Business Partner?

Interessou-se pela profissão e quer tornar-se um Business Partner?

Então, deixa eu te motivar.

Segundo o site Vagas.com um profissional de Business Partner pode ganhar entre R$ 4.822,00 a R$ 9.509,00.

Tentador não é?

Tendências digitais para a gestão de pessoas

O ano mais difícil das últimas décadas já está chegando ao fim.

Se por um lado ainda não temos uma solução (ou vacina) para enfim concluir esse capítulo difícil da história, por outro, podemos tirar algumas lições para aplicá-las neste novo mundo onde o digital fez a diferença.

Inclusive, não é preciso esperar 2022 chegar para afirmar que o uso da tecnologia na gestão de pessoas é fundamental para acelerar os processos e diminuir o uso de planilhas tanto no RH quanto no Departamento Pessoal em tempos onde o contato pessoal ainda exigirá cuidado.

Os softwares de gestão são um importante recurso para otimizar o trabalho, desde o recrutamento e admissão de um novo funcionário até o controle da jornada de trabalho e comunicação interna

Quer saber quais são as tendências que vão contribuir com a prosperidade do seu negócio daqui em diante? Convidamos a equipe do Tangerino – controle de ponto para apresentar as soluções mais utilizadas. Confira! 

#1 Admissão digital

Até pouco tempo o processo de admissão de um novo colaborador contratado era caracterizado pela demora no envio da documentação, assinatura de contratos, cópias, preenchimento de fichas cadastrais… um procedimento longo e complicado!

Mas, a tecnologia na gestão de pessoas está proporcionando mais agilidade a essa etapa, diminuindo o uso do papel e otimizando o tempo do profissionais de RH e DP.

Agora, já é possível fazer a admissão digital, um procedimento menos burocrático.

Nessa metodologia inovadora, todas as informações e documentos são armazenados no ambiente digital.

Dessa forma, os dados do colaborador ー enviados pelo próprio celular ー ficam seguros dentro de uma plataforma local ou em nuvem e o RH pode acompanhar o status de admissão de cada funcionário.

#2 Controle de ponto

O controle da jornada de trabalho é uma rotina fundamental para uma gestão de pessoas correta e transparente.

Novas tecnologias surgiram e hoje o controle de ponto pode ser automatizado, facilitando o dia a dia dos profissionais que passam ter mais controle sobre os atrasos, faltas e horas extras em tempo real, por exemplo.

Muitas empresas já aderiram ao controle de ponto digital. A tendência a essa escolha será ainda maior no próximo ano pois, para que o RH e o Departamento Pessoal consigam acompanhar a evolução corporativa é necessário investir na otimização proporcionada pelos softwares de gestão. 

Investir no controle de ponto digital é uma escolha que proporciona eficiência, uma vez que as horas de trabalho registradas no aplicativo são calculadas automaticamente, diminuindo a chance de erros. 

#3 People Analytics

Outra transformação proporcionada pela tecnologia na gestão de pessoas é a capacidade de coletar dados para analisar o comportamento dos colaboradores que os tornam mais eficientes, felizes e motivados dentro ambiente de trabalho.

Essa metodologia é chamada de People Analytics e busca identificar padrões e tendências de comportamento que tornam os profissionais produtivos e ajuda a resolver problemas estratégicos, como baixo engajamento e turnover

O People Analytics também é um recurso considerável para embasar a decisão de novas contratações ou desligamento de funcionários, distribuição de demandas para as equipes e outros problemas de gestão do cotidiano.

Dessa maneira, todas as ações são fundamentadas em dados, métricas e elementos concretos.

#4 Recrutamento e seleção

O uso de ferramentas de recrutamento e seleção de candidatos é cada vez mais frequente.

Desenvolvidas para agilizar o processo e proporcionar uma contratação bem-feita, as soluções desse tipo permitem que todas as etapas sejam feitas online (anúncio da vaga, seleção, contato, testes e entrevista) eliminando ou até mesmo diminuindo o contato físico com os pretendentes a vaga.

A principal vantagem é que a automatização do processo seletivo favorece a eficiência do RH. Enquanto as etapas de seleção estão acontecendo online, o setor pode focar em outras atividades e, dessa forma, aproveitar melhor as horas de trabalho.

Outra vantagem dessa tecnologia na gestão de pessoas, além de potencializar o alcance de divulgação das vagas, é não ter que recorrer aos e-mails e planilhas que podem se perder entre tantos arquivos e centralizar todas as oportunidades em aberto no mesmo lugar.

#5 Rede social corporativa

Você sabia que as redes sociais corporativas são um bom canal de comunicação para melhorar a gestão de pessoas?

Similares às ferramentas que estamos acostumados a utilizar no âmbito pessoal, nesse caso, elas são implementadas para compartilhar informações de interesse da organização.

As redes sociais corporativas têm o objetivo de gerar interação entre a equipe por meio do conteúdo compartilhado, já que a comunicação tem um papel fundamental dentro do objetivo estratégico da empresa.

Entre os benefícios, a conectividade, o engajamento e o estímulo à colaboração entre os membros são intensificados.

Além disso, essa tecnologia repercute sobre a produtividade, que passa a ser maior uma vez que a comunicação não será um entrave para a execução das atividades.

A rede social corporativa também colabora para a retenção de talentos.

Nesse espaço, a cultura organizacional e o senso de pertencimento podem ser desenvolvidos para que os colaboradores se sintam estimulados a continuar no trabalho.

Concluindo...

Sim, Business Partner é uma excelente aposta para empresas que querem vencer os desafios da gestão de pessoas.

Pois, além de ser um elo entre áreas de negócio e o RH, ele ajuda líderes a melhorarem suas habilidades de gestão.

Então, pense sobre ter um profissional como esse na sua empresa.

E mais: se a sua empresa ainda não utiliza a tecnologia na gestão de pessoas, aproveite para conhecer e analisar as soluções que vão oferecer benefícios e melhorias nos processos da sua empresa!

Post by Cristiano Sacramento
Abril 12, 2021

Comments