fbpx
3 dicas de copywrintg para criar comunicados internos impossível de ignorar

Comunicação Interna

3 dicas de copywrintg para criar comunicados internos impossível de ignorar

Cristiano Sacramento
Escrito por Cristiano Sacramento em 3 de agosto de 2021

Descubra técnicas simples de copywrinting e crie comunicados internos persuasivos

Já ouviu falar de copywriting, ou “escrita persuasiva”?

Essa técnica é a responsável pelos maiores sucessos no mercado publicitário desde 1828.

Isso mesmo, trata-se de uma técnica usada e aprovada há quase 200 anos.

Mas, por que ela funciona tão bem?

Bom, resumindo: copywriting é uma técnica com potencial para persuadir pessoas a fazerem praticamente qualquer coisa.

Você não ouviu errado: qualquer coisa.

Por isso ela é uma técnica que necessita cuidado.

Mas, primeiro você precisa lembrar de uma coisa:

Persuasão é diferente de manipulação.

Ok, mas qual a diferença?

Persuasão é estimular a pessoa a fazer algo em que ela precisa ou acredita.

Já manipulação, é fazer a pessoa fazer o que você deseja, sem considerar sua necessidade ou desejo.

Ok, mas se persuasão é convencer as pessoas sobre o que elas precisam ou acreditam, por que elas já não fazem?

Existem muitas razões para isso, como:

  • Medo;
  • Desconfiança;
  • Falta de oportunidade.

Portanto, técnicas de copywriting ajudam você a convencer outra pessoa sobre o que é importante para ela.

Agora, pensando aí na sua empresa: persuadir, engajar e convencer é um trabalho diário?

Afinal, você precisa convencer as pessoas sobre a importância de preencher corretamente o ponto eletrônico, cuidar do escritório, da saúde e por aí vai…

E para isso, claro, você usa comunicados internos na intranet ou em outros canais de comunicação.

Então, responda para você mesmo:

Quanto o seu trabalho seria mais fácil se você dominasse a técnica de convencer pessoas através de palavras?

Se esse é seu caso, fique comigo, pois nesse artigo vamos te mostrar 3 técnicas básicas de copywriting para criar comunicados internos impossíveis de ignorar.

Preparado para saltar de nível na escrita?

Então, preste bem atenção nos próximos tópicos, combinado?


Headline irresistível

Headline ou título da mensagem é seu cartão de visitas, é como o logo da sua empresa ou o seu rosto…

Isto é, a primeira coisa que qualquer pessoa repara quando te conhece.

Por isso, devem ser tratados com carinho.

Parece óbvio? Sim, tratar o título de seus comunicados interno com carinho é bem óbvio.

Mas, basta um vacilo aqui para ninguém desejar ler o que você tem a dizer (mesmo se for importante).

Para entender melhor o poder de uma boa headline, pense agora em quantas notícias você leu ontem só pelo título?

Pois é, títulos é sua primeira (e talvez única) chance de despertar o interesse do seu colaborador.

Agora, como deixar um título interessante?

Existem algumas técnicas para isso. Veja 3 delas:

Faça uma pergunta

Para explicar essa técnica, refletia por um instante em cada um dos dos títulos abaixo:

  • Com fazer um trabalho chato parecer prazeroso?
  • Como chegar ao 1 milhão com menos de 30 anos?
  • Como ter ideias criativas para impressionar seu chefe?

Notou como sua mente imaginou respostas para essas perguntas?

Observe como essas perguntas te fizeram:

  • Buscar informações antigas para dar uma resposta para você mesmo;
  • Te dar uma sensação de alívio ao saber que é possível tornar tarefas chatas prazeirosas;
  • Fez você sonhar em ter um milhão (por alguns segundos);

Esse é o poder de um título com perguntas.

Eles desperta no leitor emoções e imaginações antes mesmo de ler a primeira palavra.

Claro, isso também faz a pessoa criar interesse em continuar lendo.

Deixe uma informação incompleta

Certa vez, eu estava na estação de metro São Mateus da linha prata de São Paulo esperando a parada do trem na plataforma.

Como outras pessoas, estava mexendo no celular (até aí, tudo certo).

Foi então que percebi um homem andando na minha direção (nesta hora o trem estava a 100 metros de mim).

Imediatamente, vejo que a velocidade do homem poderia me empurrar, então corro e…

Como será que essa história termina?

Em situações como essa, nosso cérebro fica desconfortável ao se deparar com uma informação incompleta.

Logo, tentamos completar a história na nossa mente ou buscar a continuação dela em algum lugar.

Quer a maior prova do poder da “informação incompleta”?

Qualquer filme ou livro com continuação…

Afinal, quem nunca ficou desesperado para descobrir como um final, série ou novela termina?

Esse é a vantagem de usar uma informação incompleta em um título – se for bem-feito, as pessoas vão querer descobrir o que tem “dentro”.

Então, que tal usar uma informação incompleta em uma notícia ou em comunicados internos?

Para fazer isso, analise seu texto e retire um trecho para criar seu título “incompleto”.

Fizemos algo parecido por aqui neste título na intranet:

comunicados internos

Como temos uma cultura descontraída, esse tipo de abordagem funciona muito bem.

Você quer saber o que era a o tal do “anúncio misterioso”?

Bom, veja o vídeo aqui no nosso Instagram para descobrir o final dessa história.


Corpo do texto magnético

Ok, você já tem um título irresistível, agora como fazer as pessoas continuarem lendo?

Aqui, entra o corpo do texto magnético.

Magnético? Sim, pois, como em um ímã, você precisa atrair a pessoa para sua mensagem principal.

Afinal, se a leitura for cansativa, logo seu esforço inicial de criar um título irresistível foi desperdiçado.

Mas fique tranquilo, também há técnica para isso. Eu chamo de: técnica do PIS.

PIS é a sigla para:

  • Problema;
  • Implicação;
  • Solução.

Trata-se de uma estrutura para tornar seu texto magnético.

Legal, mas como usar?

Primeiro, ache o problema que seu comunicado ou notícia vai resolver.

Para fazer isso, reflita sobre a real necessidade da sua mensagem.

No exemplo do comunicado interno “Anúncio misterioso REVELADO”, o problema era o *sedentarismo.

* Volte no tópico anterior e assista ao vídeo para descobrir qual benefícios usamos para resolver esse problema na SimbioX

Ou seja, queríamos estimular uma vida saudável entre os colaboradores.

Portanto, nosso problema era: sedentarismo.

Feito isso, restam duas informações para completar: implicação e solução.

A implicação são as consequências de não resolver o Problema.

Neste caso, a implicação do sedentarismo é:

  • Baixa produtividade;
  • Energia;
  • Falta de Equilíbrio

E por aí vai…

Ah! Tome cuidado ao implicar seu problema, pois:

Se quer tirar mel, não espante a colméia.

Em outras palavras, transmita a implicação como um obstáculo para o colaborador alcançar seu verdadeiro potencial.

Por fim, falta a Solução. Mas, essa é simples.

Ou seja, nessa etapa você mostra o produto, objetivo ou benefícios da mensagem.

Voltando ao caso do “Anúncio misterioso REVELADO”, usamos os próprios benefícios oferecidos pela empresa: quantidade de academias, aulas online e descontos.


Chamada para ação

A última dica é a chamada para ação, ou Call To Action (CTA) – em inglês.

Nessa etapa você fala para o colaborador qual é o próximo passo.

Aqui você deve ser bem claro para evitar confusões. Por exemplo, use palavras de ação, como:

  • Preencha a pesquisa;
  • Participe do evento;
  • Assista ao vídeo.

Seja qual for o próximo passo: informe.

Pois, do contrário, ficará igual aquelas várias reuniões onde ninguém define os próximos passos e todos esquecem o que precisava ser feito (e voltam para o estado inicial).

Então, se você espera um determinado comportamento do colaborador, peça no final.

A chamada da ação é a melhor forma para você medir o resultado da sua mensagem.

E você vai precisar disso para verificar se seu texto foi realmente persuasivo.

Conclusão

Copywriting é uma habilidade de ouro para qualquer profissional com a responsabilidade de engajar, comunicar e transmitir mensagens corporativas.

Afinal, seu objetivo vai além de criar a mensagem, pois é preciso torná-la clara e objetiva.

Portanto, aproveite essas dicas nos próximos comunicados internos e volte aqui para comentar os resultados.

Agora, se você deseja descobrir mais 3 técnicas de copywriting para deixar sua comunicação persuasiva e magnética, escreva nos comentários: eu quero.

E aí,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

One Reply to “3 dicas de copywrintg para criar comunicados internos impossível de ignorar”

Cirlene

Eu quero receber mais dicas de copywriting.